Publicidade

Tudo que você precisa saber sobre o Rock in Rio 2019

O Rock in Rio 2019 começa nesta sexta-feira (27/09) e promete uma programação inesquecível de muitos shows e acontecimentos na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro até o próximo dia 6 de outubro.

Além dos shows principais do Palco Mundo e dos encontros no Paloc Sunset, esse ano o festival terá atrações também nos palcos Rock Street Asia, Rock District e Rota 85. Além da música, a Cidade do Rock terá também o Espaço Nave com 5 mil metros quadrados e a volta dos brinquedos radicais. 

Aos 32 anos, líder absoluto do streaming no mundo, o rapper canadense Drake faz nesta sexta-feira no Rock in Rio sua estréia na América do Sul. Foi à primeira noite a ter ingressos esgotados na pré-venda do festival. Aos 61, o inglês Bruce Dickinson, a voz consagrada do Iron Maiden, pisa pela quarta vez no evento na próxima sexta (4). Foi a primeira noite a ter ingressos esgotados na venda para o público em geral.

Entre nomes novos e veteranos, shows e brinquedos, pais e filhos, a Cidade do Rock reabre as portas, às 14h, para sete dias de programação. Desta sexta a domingo — e novamente na próxima semana, de quinta (3) a domingo (6) —, 670 artistas e 700 mil visitantes (60% de fora do Rio) são aguardados em palcos, ruas cenográficas, arenas, estandes. É a oitava edição brasileira. E ainda há entradas disponíveis no ingresso.com para três dias: domingo agora (Bon Jovi), quinta-feira (Red Hot Chili Peppers) e sábado da outra semana (Pink, outra estreante no Brasil).

Existem apenas 20, 30 bandas no mundo capazes de ser headliners (atrações principais) de uma noite do Rock in Rio — disse Roberto Medina, presidente do festival, quando o assunto é figurinha repetida (Bon Jovi e Red Hot, por exemplo, estiveram aqui na última edição, em 2017). — Mas o Rock in Rio não é só música, é a experiência. As pessoas entenderam isso.

NOVIDADES
Nessa categoria, uma das novidades mais promissoras estará na Nave, que ocupa o Velódromo, logo na entrada da Cidade do Rock. Trata-se de uma megainstalação com 5 mil metros quadrados de projeções mapeadas e 168 caixas de som, simulando fenômenos da natureza. São 14 sessões por dia, a partir de 14h15, por ordem de chegada.

Sucesso em anos anteriores, porém, a tirolesa, a montanha-russa, a roda gigante e o megadrop estão de volta. Quem é repetente sabe, mas para os novatos fica o alerta: é preciso agendar no local, então... quem demora corre risco de não brincar. E sim, vai ter de novo Ivete, Capital Inicial, Sepultura e muitos outros reincidentes. E vai ter a cantora americana H.E.R. e a banda indie, também americana, Weezer, que nunca passaram pelo Rio. Ainda nas novidades, o Espaço Favela traz talentos (musicais e gastronômicos) de comunidades cariocas, o Palco Supernova apresenta promessas que chamaram a atenção na internet, e o palco eletrônico (agora New Dance Order) ganhou 12 horas de programação, com capacidade triplicada.


O que é proibido levar ao festival
Para você não correr o risco de ser barrado nos portões, montamos uma lista do que pode e o que não pode ser levado para dentro da maior Cidade do Rock da história do festival.

O que pode ser levado
- Cães-guia devidamente identificados

- Carregadores de celular e power banks
- óculos, casacos e capa de chuva

- Garrafas plásticas sem tampa para consumo de água nos bebedouros instalados na Cidade do Rock (a tampa poderá ser retirada pela segurança na entrada ou em qualquer local do evento)

- Até cinco "lanchinhos" por pessoa, de preferência alimentos industrializados lacrados, frutas cortadas e sanduíches armazenados em embalagens transparentes e não-rígidas (como sacolas do tipo zip-lock)


O que não pode ser levado
- Garrafas de qualquer tipo, tamanho ou material e latas

- Embalagens rígidas e com tampa, como potes de plástico do tipo "tupperware"

- Capacetes, armas de fogo ou armas brancas de qualquer tipo

- Cadeiras e banquinhos

- Guarda-chuvas

- Objetos pontiagudos, perfurantes ou cortantes
- Fogos de artifício, dispositivos explosivos, sinalizadores e aparatos incendiários
- Objetos de vidro, plástico ou metal
- Bebidas (em qualquer tipo de recipiente)

- Skate, bicicleta ou qualquer tipo de veículo, seja motorizado ou não

- Isopor, cooler ou qualquer tipo de utensílio de armazenagem

- Bastão de selfie, câmeras profissionais e itens que possam ser utilizados para marketing de emboscada
- Substâncias venenosas e/ou tóxicas, incluindo drogas ilegais

- Bandeiras ou cartazes contendo mensagens ou símbolos com divulgações comerciais

- Alimentos para serem vendidos e animais


*Matéria feita com informações do O Globo e do site Terra

Comentários

Matérias + visitadas